horizontal-p-blog-2

ALFONSO UGARTE, do Peru (edição 1976) – Times com nome e sobrenome são comuns na Libertadores (Jorge Wilstermann, Juan Aurich, Cesar Vallejo…), mas você já havia ouvido falar deste? Foi um soldado sob comando do Coronel Bolognesi, que também virou nome de clube e participou da Libertadores 2008.

ALWAYS READY, da Bolívia (1968) – Da terra do The Strongest, outro nome em Inglês. Significa “Sempre Pronto”. Foi lanterna daquela Copa.

ATLÉTICO CHALACO, do Peru (1980)

ATLÉTICO TORINO, do Peru (1981) – Tem as cores e o nome do clube de Turim. Ficou em último lugar naquela Libertadores.

BOYACÁ CHICÓ, da Colômbia (2008 e 2009)

BUCARAMANGA, da Colômbia (1998) – Leva o nome da cidade, no departamento de Santander.

COLÉGIO SAN AUGUSTÍN, do Peru (1987) – Não é todo dia que você vê o “time do colégio” jogando uma Libertadores, né? O Colegiales, do Paraguai, também já participou.

CÚCUTA, da Colômbia (2007 e 2008) – Calma! É o nome da cidade. Foi semifinalista em 2007.

DEPORTIVO PASTO, da Colômbia (2007) – Deu uma seca aquele ano e as vaquinhas ficaram sem comer. O Pasto perdeu todos os 6 jogos da fase de grupos.

EVEREST, do Equador (1963) – Homenageia um pico, mas foi o lanterna dessa edição.

FILANBANCO, do Equador (1988) – Eu não torceria pra esse time de jeito nenhum. Coisa horrível ficar na fila do banco. Foi um clube patrocinado por uma instituição bancária do mesmo nome. Durou 12 anos até a extinção.

LITORAL, da Bolívia (1969) – O Litoral é de Cochabamba, que fica bem longe do litoral: há mais de 300 quilômetros em linha reta. A própria Bolívia não tem contato com nenhum Oceano. Sim, o time ficou na lanterna daquela edição: 1 ponto em 6 jogos.

MAGALLANES, do Chile (1985) – Em 2017, completará 120 anos de fundação. Tem o nome daquele atacante uruguaio que fez o gol da vitória sobre o Brasil na estreia do técnico Felipão, nas Eliminatórias para a Copa de 2002. Mas, é claro, não tem nada a ver com ele. É homenagem ao navegador português Fernão de Magalhães (o do Estreito de Magalhães).

PEPEGANGA, da Venezuela (1990) – E piora. O clube se chamava “Pepeganga Margarita”. Pepeganga era o nome do varejo que apoiava a equipe, extinta naquela mesma temporada, em 90.

ROCHA, do Uruguai (2006) – O time não era aquela dureza, tanto que ficou na fase de grupos.

escudos

CamisetasGozadas.com.br – Tem promoção de lançamento e FRETE GRÁTIS!

20161227_121300

 

Curta a página Risobol no Facebook: facebook.com/risobol

risobol-previsoes2017-reduzido

 

Inscreva-se no canal Risobol no YouTube!