Ganhar a Libertadores marca a carreira de qualquer jogador. Marca e identifica o atleta, para sempre, com a agremiação. Roger Machado, lateral-esquerdo titular no Grêmio campeão da América de 1995, está cotado para assumir o Internacional em 2018.

Confira 7 nomes que ganharam a Libertadores como atletas em clube brasileiro e, depois, foram treinar o rival. Boa parte deles, é verdade, já haviam atuado no rival que treinariam mais tarde, o que nunca ocorreu com Roger.

1. PEPE – Bicampeão da Libertadores pelo Santos (1962/1963), José Macia treinou importantes clubes do futebol brasileiro como o próprio Santos, Atlético Mineiro, dupla Atle-Tiba, Portuguesa, Guarani e Ponte Preta. Em 1987, foi campeão brasileiro de 1986 (finais de 86 foram disputadas em fevereiro do ano seguinte) por um importante rival santista, o São Paulo.

2. PALHINHA – Atacante do Cruzeiro de 1976, jogou no Galo, posteriormente. Treinou oi Atlético entre 1986 e 1987.

3. NELINHO – Lateral-direito de chute potentíssimo, foi campeão da Libertadores pelo Cruzeiro, em 1976. Atuou, posteriormente, no Galo, clube que comandou em 1993.

4. EDUARDO AMORIM – Meio-campo do Cruzeiro campeão da América de 76, comandou o Galo entre 1996 e 1997.

5. TITA – Meio-campo do Flamengo campeão da América de 1981, comandou o Vasco em duas passagens, 2000 (interinamente) e 2008.

6. ANTÔNIO CARLOS ZAGO – Campeão da Libertadores como zagueiro do São Paulo, em 1992, comandou o Palmeiras, em 2010. Havia defendido o clube nos anos 90.

7. MAURO GALVÃO – Zagueiro campeão da América pelo Vasco, em 1998, comandou o Botafogo (onde havia jogado antes) em 2004.

Casemiro Mior foi lateral-esquerdo do Grêmio campeão de 1983 e, depois, jogou no Inter, que não chegaria a treinar, mas foi auxiliar-técnico colorado entre 1991 e 1993.

 

Veja também:

 

CamisetasGozadas.com.br

Curta a PÁGINA DE RISOBOL / Inscreva-se no CANAL RISOBOL no YouTube

Inscreva-se no canal Fritura!

E-book de humor, grátis!