Só haverá 1 clube gaúcho na Libertadores 2018, o Grêmio, mas 4 técnicos nascidos no Rio Grande do Sul iniciarão a disputa. Além de Portaluppi, também são gaúchos Carpegiani, Roger e Mano.

Outros quatro técnicos que estarão presentes na Libertadores 2018 – conforme a lista deste dia 11 de janeiro (o futebol é dinâmico) – jogaram ou trabalharam como técnicos em clubes do Rio Grande do Sul. Eis a lista, por ordem alfabética.

FÁBIO CARILLE (CORINTHIANS)
O ex-zagueiro e lateral-esquerdo defendeu, em 2005, a Ulbra, de Canoas, penúltimo clube de sua carreira de atleta, antes do Grêmio Barueri.

GILSON KLEINA (CHAPECOENSE)
Não foi jogador profissional. Teve uma passagem como técnico do Caxias, em 2007.

MANO MENEZES (CRUZEIRO)
Gaúcho de Passo do Sobrado, começou como técnico no Guarani, de Venâncio Aires, e destacou-se pelo 15 de Campo Bom. Trabalhou, também, na base do Inter e no profissional do Caxias, de onde saiu para comandar o Grêmio, em 2005. No Tricolor, foi campeão da Série B, bicampeão gaúcho e vice da Libertadores.

PAULO CÉSAR CARPEGIANI (FLAMENGO)
Gaúcho de Erechim, formado no Internacional, foi bicampeão brasileiro como meia, em 1975 e 1976. Teve duas rápidas passagens como treinador do clube. Foi dono de um clube de futebol, o RS, de Alvorada, que revelou, entre outros, o zagueiro Thiago Silva.

RENATO PORTALUPPI (GRÊMIO)
Gaúcho de Guaporé, revelado no Esportivo, de Bento, consagrou-se no Grêmio, pelo qual foi campeão da Libertadores e do Mundial, em 1983. Está em sua 3ª passagem como técnico do clube.

ROGER MACHADO (PALMEIRAS)
Gaúcho de Porto Alegre, revelado pelo Grêmio, o lateral-esquerdo conquistou, pelo Tricolor, uma Libertadores, uma Recopa, um Brasileirão, 3 Copas do Brasil e 4 Gauchões. Foi técnico do clube, em 2015 e 2016. Antes, comandou Juventude e Novo Hamburgo.

SEBÁSTIAN SAJA (GUARANÍ/PAR)
Estreante como treinador, o argentino foi goleiro do Grêmio no vice da Libertadores de 2007.

VINÍCIUS EUTRÓPIO (BOLÍVAR/BOL)
Ex-volante, jogou no Caxias em 1993 e 1994. Seu preparador físico é o gaúcho Márcio Faria Corrêa, que trabalhou em diversos clubes do estado. Seu auxiliar técnico é o ex-atacante Zé Carlos, que atuou pelo Juventude.

Carille, Eutrópio e Saja. Imagens: Divulgação

Carille, Eutrópio e Saja. Imagens: Divulgação

 

Veja ainda:

 

CamisetasGozadas.com.br

Curta a PÁGINA DE RISOBOL

Inscreva-se no CANAL RISOBOL no YouTube

Inscreva-se no canal Fritura!

E-book de humor, grátis!