O Internacional tem a chance de, 20 anos depois, retornar à uma final de Copa São Paulo de Futebol Júnior. Se eliminar o São Paulo, na segunda-feira (22/01), às 20h, em Barueri, estará na decisão do torneio contra Flamengo ou Portuguesa, que jogarão mais cedo, às 17h30min.

A 5ª e última decisão do Inter na Copinha ocorreu em 25 de janeiro de 1998, diante da Ponte Preta. No tempo normal, 0x0. Na prorrogação, 1×1. O lateral Mineiro fez 1×0 para o Inter, aos 8 minutos do 1º tempo. Tiago empatou aos 13 daquela etapa. O Colorado foi campeão nos pênaltis, vencendo por 4×3. Confira 7 curiosidades daquela decisão:

1) Último título do Inter na Copinha rendeu R$ 50 mil de prêmio ao clube. Pegando a cotação do Dólar em relação ao Real, na época (1,1208), e projetando a cotação de hoje (3,201), seria o equivalente a 143 mil reais. Vice-campeã, a Ponte ficou com R$ 25 mil.

2) Dois atletas, que atuaram na decisão, acabaram defendo a Seleção Brasileira em Copas do Mundo: o zagueiro Lúcio, capitão do Inter, e o atacante Luis Fabiano, da Ponte. Lúcio foi titular nas Copas de 2002 (pentacampeão), 2006 e 2010. Luis Fabiano foi o artilheiro do Brasil no Mundial de 2010. Naquela final da Copinha, em 1998, o atacante entrou no decorrer da partida. Tinha 17 anos. Era chamado, apenas, de Fabiano. Mineiro, que fez o gol do Inter, não era o que se tornaria volante na Copa de 2006. Esse era mais velho. Tinha 22 anos em janeiro de 1998 e já havia deixado a base do Inter.

3) O técnico do Inter era Guto Ferreira, que voltaria a treinar o clube em 2017, na campanha do retorno à Série A do Brasileirão. O time que ele utilizou naquele 25/01/1998: João Gabriel; Jardel, Lúcio, Ronaldo e Mineiro; Juca (Wanderson), Claiton, Gustavo e Diogo Rincón (Alex); Fábio Pinto (Donizete) e Manoel. Jardel acabou expulso.

4) Odair Hellmann, atual técnico do Internacional, fez parte da campanha do título. Foi titular, por exemplo, na semifinal diante do Cruzeiro: vitória colorada por 5×4, após prorrogação. Na final, Juca foi o 1º volante.

5) O meio-campo Claiton, titular na decisão, havia jogado de lateral-direito na semifinal diante do Cruzeiro. Hoje, é técnico do São Paulo, de Rio Grande, no Gauchão.

6) O técnico da Ponte era o ex-jogador Marco Aurélio, que ganharia, 2 anos mais tarde, a Copa do Brasil, comandando o Cruzeiro. Ele escalou a seguinte equipe, há 20 anos: Alexandre Fávaro; Rodrigo (Juliano), Aldori, Roberto e Clodoaldo; Róbson, Ataliba, Natanael e Newma (Tiago); Foguinho (Fabiano) e Alessandro.

7) Aquela foi a 2ª e última final de Copa SP que o Morumbi recebeu. Inter x Ponte foi preliminar do amistoso entre o São Paulo e um combinado Santos-Flamengo, na reabertura do estádio, após reforma. Foi uma partida para celebrar o retorno de Raí ao futebol brasileiro. O meia só voltaria a jogar oficialmente, no São Paulo, por questões contratuais, em maio de 1998, na final do Campeonato Paulista.

Reprodução Correio do Povo 26/01/1998

Reprodução Correio do Povo 26/01/1998

 

Veja também:

 

CamisetasGozadas.com.br

Curta a PÁGINA DE RISOBOL

Inscreva-se no CANAL RISOBOL no YouTube

E-book de humor, grátis!