Novamente, o Jorge Wilstermann cruza o caminho de um clube brasileiro na Libertadores. À exceção de 2017, quando ganhou do Palmeiras na fase de grupos e eliminou o Atlético Mineiro nas oitavas, o clube boliviano não deu trabalho aos brasileiros na competição.

Antes do ano passado, o Wilstermann havia feito 12 jogos contra brasileiros em Libertadores. Havia vencido 1, contra o Palmeiras, em 1974; empatado 1, com o Corinthians, em 1999; e perdido os outros 10, incluindo os 6 disputados no Brasil. Os bolivianos haviam sido goleados 5 vezes, tendo levado, por exemplo, 5×0 do Santos, em 2004, e 4×1 do Internacional, em casa, em 2011.

Em 2017, porém, na melhor campanha da história do Jorge Wilstermann em Libertadores – mesmo que tenha terminado levando 8×0 do River Plate, nas quartas-de-final –, o clube de Cochabamba só perdeu para o Palmeiras, em São Paulo, com um gol nos acréscimos do 2º tempo, e, em casa, venceu por 3×2. Contra o Galo, vitória mínima na Bolívia e empate sem gols no Mineirão lotado.

WILSTERMANN x BRASILEIROS, PELA LIBERTADORES

Na Bolívia: 3v, 1e, 4d
V – 1×0 Atlético Mineiro (2017)
V – 3×2 Palmeiras (2017)
D – 1×4 Internacional (2011)
D – 2×3 Santos (2004)
E – 1×1 Corinthians (1999)
D – 1×2 Flamengo (1981)
D – 0x1 São Paulo (1974)
V – 1×0 Palmeiras (1974)

No Brasil: 1e, 7d
E – 0x0 Atlético Mineiro (2017)
D – 0x1 Palmeiras (2017)
D – 0x3 Internacional (2011)
D – 0x5 Santos (2004)
D – 2×5 Corinthians (1999)
D – 1×4 Flamengo (1981)
D – 0x2 Palmeiras (1974)
D – 0x5 São Paulo (1974)

Total: 3v, 2e, 11d

Foto: Bruno Cantini/CAM/Arquivo/Divulgação

Foto: Bruno Cantini/CAM/Arquivo/Divulgação

 

Veja também:

 

CamisetasGozadas.com.br

Curta a PÁGINA DE RISOBOL

Curta a página FRASES FAMILY GUY

E-book de humor, grátis!